30 maio 2018

TURQUIA - 06 OUTUBRO

CAMBIO CONGELADO ATÉ 08 DE JUNHO - RESERVA IMEDIATA



TURQUIA: VAMOS COMIGO?

VAMOS COMIGO PARA TURQUIA EM OUTUBRO/2018?



Uma das mais famosas cidade do mundo é ISTAMBUL (Istanbul) - cidade que já teve o nome de Bizantina, Constantinopla e em 1920 tornou-se Istanbul, famosa por suas Mesquitas na região de Sultanahmet e seus bazares.





SAÍDA DO GRUPO DIA 06 OUTUBRO 
COM GUIA ACOMPANHANTE - SANDRA COVESI

Maiores informações 11 99552.5020

17 maio 2018

17 MAIO - HOMOFOBIA NÃO

17 MAIO - DIA INTERNACIONAL CONTRA HOMOFOBIA! 


Selecionei o vídeo da série SENSE 8, para ilustrar o que onde EXISTE AMOR não existe lugar para preconceito, o amor NÃO É UM CONCEITO é UM SENTIMENTO, é uma DADIVA, é algo que noa cabe julgamento, que não cabe culpa, portanto, AME INCONDICIONALMENTE sem raça, sem credo e sem segregação sexual!!


Amor está em todos os livros, de receita, religioso, o amor é a essência máxima do DIVINO!

 


Para minhas amigas, amigos, conhecidos, e a quem mais meu caminho se cruzar: AME COMO SE NAO HOUVESSE AMANHÃ!

15 maio 2018

HOSGELDİN RAMAZAN

Na Turquia fala-se RAMAZAN nos demais países islâmicos RAMADAN


Começou hoje (15/05/2018) o Ramadan, o nono mês do calendário islâmico, um mês sagrado e de jejum. Foi o mês em que os versos iniciais do Alcorão foram revelados para Maomé. Para os muçulmanos, o Ramadan é um mês de renovação da fé.É um período para reflexão, devoção a Alá, e auto-controle.

Do nascer do sol ao ocaso, cada dia, por 30 dias eles se abstem de comida, bebida, fumo e sexo. A tradição também ordena abstenção de calúnias e fofocas, de usar perfume e até mesmo de ficar irritado ou olhar para alguma coisa que seja ilegal.

A ação é sentida em ambientes predominantemente islâmicos e desiguais, como Dubai. “Ao ficar sem comer durante o dia, você coloca em pé de igualdade ricos e pobres. Alguém com dinheiro é posto no lugar de uma pessoa de rua que não pode sem se alimentar. Esse sentimento fica para além do mês


Na Turquia, durante o Ramazan, o país muda horários, funcionários podem cumprir suas orações, na quebra do jejum até cristãos distribuem água e tâmaras para muçulmanos

11 maio 2018

COISAS QUE VOCÊ SÓ ENTENDE SE JÁ ESTEVE NA TURQUIA

VEGETAIS NO CAFÉ DA MANHÃ! 


"Veggies para o café da manhã" demorou um pouco para se acostumar, mas os "spreads kahvaltı" (café da manha) elaborados rapidamente se tornaram um dos seus aspectos favoritos da cultura turca. Pepinos, tomates, azeitonas salgadas, ovos, vários tipos de queijo e uma porção generosa de pão fresco são itens básicos em todas as mesas de café da manhã. E claro, sim. Coloque em cima de uma pequena xícara de chá quente. Hosteis e Hotéis frequentemente incluem doces locais, frutas frescas, börek (uma massa tipo kugel com recheio de queijo ou espinafre), Nutella e tahin pekmez (uma mistura de tahini e melaço de uva ou amora) para espalhar no seu pão. Muitos restaurantes, muitas vezes localizados na floresta ou no campo, que servem köy kahvaltısı (café da manhã da aldeia) expandem o cardápio para incluir ofertas como bazlama gigante, amanteigado, tipo muffin inglês e sucuklu yumurta (ovos fritos com linguiça).

COLONIA DE AROMA DE LIMÃO


A colônia de limão pode consertar qualquer coisa.
Sua primeira experiência com o kolonya à base de álcool foi provavelmente depois de uma refeição em um restaurante de kebap, quando o garçom serviu bastante em suas mãos para tomar banho. Lemon kolonya também é oferecido como uma maneira de refrescar na chegada, e é um grampo das visitas à casa do Festival do Ramadã e do Festival do Sacrifício. Mas os usos do líquido milagroso vão muito além de limpar mãos e rostos sujos. Um cheiro é garantido para reviver alguém que está desmaiado. Um bom "dousing" vai refrescar uma cabeleira gordurosa. Slather em uma mancha em uma mesa de madeira e (sem piada) acenda-a em chamas - essa mancha vai desaparecer diante de seus olhos. Você pode até notar que ele foi pulverizado nas aberturas de ventilação e generosamente borrifado no piso do corredor pelo atendente em uma viagem de ônibus de longa distância - um alívio olfativo durante uma viagem quente de verão.

UMA ÚNICA  PALAVRA QUE FORMA UMA FRASE INTEIRA


Frases muito longas podem ser ditas com apenas uma palavra.
Como você gostaria de enfrentar a palavra muvaffakiyetsizleştiricileştiriveremeyebileceklerimizdenmişsinizcesine em uma colméia ortográfica? O turco é uma linguagem aglutinante, o que significa que, em vez de perder tempo pressionando a barra de espaço, os turcos simplesmente enchem o sufixo após o sufixo em suas palavras já pesadas. Talvez o exemplo acima seja um pouco exagerado, mas nas conversas do dia-a-dia você se deparou com temizlettiremeyecekmişsiniz, que significa "aparentemente você não vai poder limpá-lo"

CADA XÍCARA DE CAFÉ TEM PELO MENOS 40 ANOS DE HISTÓRIA


Dizem que uma xícara de Türk kahvesi (café turco) tem uma memória de 40 anos, o que significa que o sipper é grato ao servidor por sua gentileza em oferecê-lo. A cultura cafeeira tradicional tem a ver com sorveteria lenta e união, e a experiência compartilhada deve selar amizades para as próximas décadas. Empresas familiares antigas como Kurukahveci Mehmet Efendi e Fazil Bey têm reunido pessoas em kahvehanes e salas de estar desde os tempos dos otomanos, enquanto Osmanlı, uma chegada mais nova na cena da cafeína, está reintroduzindo a cultura de café para a geração mais jovem, oferecendo tradicional Türk kahvesi em uma atmosfera de café. O café também desempenha um papel de protagonista na união de famílias através de rituais de engajamento. Quando a família de um potencial pretendente chega para pedir a mão de uma menina em casamento, ela prepara Türk kahvesi como parte do processo de triagem de duas vias. Espuma insuficiente pode fazer com que sua sogra em potencial tenha dúvidas, e uma pitada de sal no copo do jovem é uma indicação de que ele deveria procurar outro lugar. O Sudeste da Turquia tem sua própria bebida particularmente amarga, mırra, que é dita ser “quente como o inferno, tão escura quanto o diabo, tão pura quanto um anjo, tão doce quanto o amor.” Antigamente, se a pessoa que bebe a ferrara Colocou o copo dele ou dela na mesa quando eles terminaram, isso significava que eles concordaram em se casar com o garçom ou pagar por seu casamento. Então, se você não é rico ou está procurando, é melhor manter esse copo em suas mãos, ou um anel de noivado pode chegar no segundo turno. (Embora talvez uma pitada de sal te tirasse do sério ...)

fonte: Courtesy of Matador Network, Written by Jamie Lee - https://hometurkey.com/en/blog/13-things-you-will-only-understand-if-you-have-been-to-turkey

07 maio 2018

3 moedas bizarras da antiguidade

Moeda Islã - Lua de Metal 


Muito antes da implementação das cédulas de papel e das moedas que conhecemos hoje, comprar um simples pãozinho podia ser uma dor de cabeça. As primeiras e rudimentares versões de moedas começaram a surgir na China, por volta do ano 1.000 a.C., mas só começaram a ganhar força 500 anos depois. Já esse dinheirinho de papel na sua carteira – que nos anos 800 já começava a ser usado na China – só ganhou força na Europa depois do século 19. E o cartão de crédito? Este, colega, só apareceu na década de 1920. Entre moedas comestíveis, animais e pedras difíceis de carregar por aí, conheça 3 moedas bizarras da antiguidade:

1. Katanga 


Para comprar 10 kg de farinha ou meia dúzia de galinhas bastava entregar ao comerciante Katanga. As cruzes, também conhecidas como “handa”, foram usadas como moeda de troca na República Democrática do Congo durante os séculos 19 e 20, mas não eram lá muito práticas: as katangas costumavam ser confeccionadas em cobre, tinham cerca de 20 centímetros de diâmetro e chegavam a pesar 1 kg. Fazer a compra do mês certamente não era tarefa para os fracos.

2. Facas e espadas

Quando o dinheiro era escasso, tropas chinesas tinham permissão para usar facas e armas como pagamento. A medida emergencial acabou se popularizando e, entre os anos 600 e 200 a.C., os metais afiados viraram moeda padrão de troca.

3. Cauris (ou búzios)


Cauris (conchas também conhecidas como búzios) começaram a ser usadas como moeda por volta do século 11 a.C e, até o século 19, continuavam sendo empregadas em transações em algumas regiões da África. A abundância do molusco gastrópode na região ajuda a explicar porque a concha acabou sendo usada por um longo período da história.

Fonte: Por Jessica Soares